• Twitter
  • Facebook
  • Google+
  • RSS

O limite de insensibilidade

O limite de insensibilidade

Adalberto de Siqueira Prado de Alencar Quaresma,se encontra com um amigo de longa data...o José :

A:
- Ôooohh...Joséééé grande amigo,quanto tempo tudo beleza?
J:
_ Ô...rapaz como vai ? Bem...eu to triste hoje.
A:
- Poxa,Que houve ?
J:
- Meu pai...faleceu ontem.
A:
-Poxa meus pesames,lembro dele com muita tristeza,lembro dele me dando conselhos quando criança.Gostava muito dele !
J:
- Pois é ...
A:
-Mais me diga,morreu com quantos anos ?
J:
- 99 anos.
A:
Ah PORRA NUM FODE...VIVEU PRA CARALHO !!!

Piadas Relacionadas

Uma garota muito levada já havia se deitado para dormir...
O executivo, cansado do trabalho, para no sinal de transito...
O CÚMULO DA SACANAGEM: O MUDO ESTÁ SENTADO CAGANDO, VEM O...
Um cara acorda com um torcicolo do caramba e logo vai...
gual e o cumulo da burrice? r:morar sozinho e fugir de casa

Assine nosso boletim

Assine o Boletim de Piadas